Blog

Velejando com o Estaleiro Liberdade

Aprendi que não há nada mais recompensador que passar uma tarde em contato com a água, o sol, e a natureza que  nunca paramos para vê-la mas nos cerca 24horas por dia. É interessante que é possível unir essas vantagens que o mundo nos dá deliberadamente com um olhar de porto alegre pouco explorado: De dentro do Guaíba.

Se fosse apenas um convite para um passeio de barco, não teria tanta relevância. Mas, uma vez que vamos de encontro a idéia de ter um capitão no barco, e iniciamos um processo de compreensão a respeito da liderança rotativa, quebramos a lógica e  aprendemos que esse conceito ganha um valor essencial em toda a velejada. Além disso é um momento em que as pessoas aprendem fazendo. Sem teorias, aulas anteriores a velejada, ou qualquer outra coisa é só chegar e ir colocando a mão na massa. Sem dúvida esse princípio de liderança torna viável e possível que uma tripulação que nunca velejou, execute a ação com êxito.

Ainda bem que a riqueza da experiência não é mensurada, pois certamente ela não caberia em um padrão de medida uma vez que são 4 horas ricas em reflexão, aprendizado, e um contato com a natureza que foge do convencional.

Aqui tem o vídeo da velejada:

Manoel

Sou a mudança, a adaptação, a busca e a energia de transformar. Sou tudo e nada ao mesmo tempo. Sou introvertida e extrovertida ao mesmo tempo.

Sou nômade de mim mesma e tenho mais experiências marcantes que anos de vida. Mudei tanto desde que nasci que eu não sei dizer quem eu sou. Não consigo me definir pelo que já vivi. Gosto de viajar e descobri que esse é o meu jeito de aprender. Busco desaprender para aprender e deixo a história me ensinar.

Aprendo a lidar com as incoerências externas e com as minhas incoerências internas. Tenho milhares de formas de ser e de existir.

Back To Top