Blog

Quem sou Eu?

Queria sair por aí, sem hora pra voltar

Sem ter com o que me preocupar

Só com um rosário pra rezar.

Celebrar essa vida mundana

Que só te engana

Até na cama.

Chegar em casa e não dizer oi

Já foi

Já era

Nova era

Nova revolução

Nova noção.

Tenho vontade de rimar igual no rap

Mas eu não sei rimar

Minha rima é pobre

E como é que dizem?

Que pobre, preto e favelado não tem vez

E porque eu, que sou branca

Quero falar como uma negra?

Quero gritar como uma negra

Quero me pentear como uma negra

Andar como uma negra

Ter a alegria de uma negra.

Sou negra, com vitiligo

A sociedade me vê branca

Mas foda-se a sociedade

Preficro ser preta

Mesmo sem saber rimar.

Manoel

Sou a mudança, a adaptação, a busca e a energia de transformar. Sou tudo e nada ao mesmo tempo. Sou introvertida e extrovertida ao mesmo tempo.

Sou nômade de mim mesma e tenho mais experiências marcantes que anos de vida. Mudei tanto desde que nasci que eu não sei dizer quem eu sou. Não consigo me definir pelo que já vivi. Gosto de viajar e descobri que esse é o meu jeito de aprender. Busco desaprender para aprender e deixo a história me ensinar.

Aprendo a lidar com as incoerências externas e com as minhas incoerências internas. Tenho milhares de formas de ser e de existir.

Back To Top